_14/03

Dia Mundial da Água




agua

Você sabia que existe o dia mundial da água?

É verdade: dia 22 de março é o Dia Mundial da Água. Em homenagem, a cidade de São Paulo receberá o “Movimento CYAN – Quem vê a água enxerga seu valor”, uma ampla campanha de mobilização para o uso consciente deste recurso natural.

Serão 14 dias repletos de atrações - ciclo de debates com especialistas do Brasil e de outros países, exibição de filmes, fotos e exposições interativas na cidade de São Paulo. Entre os destaques, estão a Casa Líquida, no Parque Ibirapuera, e as obras do artista Guto Lacaz, espalhadas pelas ruas.

O movimento está sendo organizado pela AmBev, WWF Brasil, Water Footprint Network (WFN) e USP São Carlos. Em breve, serão divulgados mais detalhes da programação.

Via CatracaLivre

Compartilhe este post:
  • Print
  • Twitter
  • email
  • Add to favorites
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • StumbleUpon

asdaustgduhagsd

  1. [20100322 Terræ Registra] Dia Mundial da Água 2010. Vejam o que estamos protegendo:

    http://network.earthday.net/photo/photo/slideshow?albumId=1734264:Album:99644

    ——————————————————————————–

    22 Março de 2010- Salve a Bacia do Caçador! Todos vivemos rio abaixo. Para o benefício comum, proteger as fontes d´água da contaminação é dever de todos. Não se pode deixar esta responsabilidade apenas nas mãos do governo. Prevenir é mais econômico ( ONU, 2010)

    O Centro de Referência do Movimento da Cidadania pelas Águas Florestas e Montanhas Iguassu Iterei, , celebra in situ e globalmente pela web, o Dia Mundial da Água 2010, difundindo virtualmente a campanha da ONU-AGUA e as ações emblemáticas do movimento pela Duplicação Sustentável da Br116-SP para SALVAR A BACIA DO CAÇADOR: nas cabeceiras da Serra do Mar, recobertas pela Mata Atlântica remanescente. As ações da sociedade civil em prol das alternativas sustentáveis para a Duplicação da BR-116 na Serra estão respaldadas em pareceres técnicos, científicos e jurídicos de conceituados especialistas . As ações do Centro de Referência celebrando o DIA MUNDIAL DA AGUA 2010 visam pedagogicamente dar conhecimento público do que tem sido feito , em prol da Água latu sensu , no que tange a qualidade e a quantidade , tanto globalmente como especificamente nesta Serra, para garantir a salvaguarda da Terra para a presente e futuras gerações. A campanha do CR MCPA FM Iguassu Iterei dá continuidade às realizadas desde 1998 no DIA MUNDIAL DA AGUA .
    Conforme, Léa Corrêa Pinto, coordenadora de Iguassu Iterei, a presente contribuição está amparada nos princípios do conhecimento e informação , da participação, da precaução e da prevenção, que são essenciais quando se lida com a mudança de clima , a importânica de se evitar a poluição da água, elemento essencial à vida, a perda acelerada da biodiversidade , as crises da água do mundo e o lobby pela flexibilização global da legislação ambiental .

    http://s.lourencinho.sites.uol.com.br/2010wwd/1.htm
    http://s.lourencinho.sites.uol.com.br
    Share Twitter Facebook

  2. [201000326 Terræ Registra] CARTA DE PORTO ALEGRE: Conclusões do Figa 2010 e álbum de fotos pela ONU-Agua com registros de ações da cidadania globais pela Água inclusas aquelas em prol da Bacia do Caçador- SP, com depoimento de Amyra El Khalili .
    Att., Léa Corrêa Pinto

    Acesse os Links:
    ONU- AGUA : http://www.unwater.org/worldwaterday/flash/g5/gallery1.html,
    Depoimento Amyra El Khalili : http://s.lourencinho.sites.uol.com.br/2010wwd/Amyra.htm
    Slide Show Águas Bacia do Caçador , Florestas , Serra e Cidadania : http://network.earthday.net/photo/photo/slideshow?albumId=1734264:Album:99644
    ——————————————————————————–

    1781 -Bibliografia BECE
    Aliança BECE-RECOs
    Redes de Cooperação Comunitária Sem Fronteiras

    “CARTA DE PORTO ALEGRE: Conclusões do Figa 2010
    Organizadores do evento divulgam propostas para a gestão dos recursos hídricos em tempos de mudanças climáticas e crise econômico-financeira, adiantam a realização da segunda edição do evento em 2011 e, apresentam moção de apoio à criação do Museu das Águas na capital do Rio Grande do Sul..”

    EcoAgência

    Quinta-feira, 25 de Março de 2010

    CARTA DE PORTO ALEGRE: Conclusões do Figa 2010

    Organizadores do evento divulgam propostas para a gestão dos recursos hídricos em tempos de mudanças climáticas e crise econômico-financeira, adiantam a realização da segunda edição do evento em 2011 e, apresentam moção de apoio à criação do Museu das Águas na capital do Rio Grande do Sul

    CARTA DE PORTO ALEGRE - 2010

    Conclusões do I Fórum Internacional de Gestão Ambiental - FIGA 2010

    Porto Alegre, de 22 a 24 de março de 2010

    1.”A gestão dos recursos hídricos deve levar em consideração as transformações ambientais que estão ocorrendo e que se intensificarão em razão das mudanças climáticas.”

    2.”A crise econômico-financeira que se instalou no início do Século XXI não pode ser justificativa para se flexibilizar a proteção ambiental e, mais especificamente, da água, com comprometimento do desenvolvimento
    sustentável, privilegiando-se a já conhecida retórica da necessidade de estímulo à economia a qualquer custo, para superação de crises.”

    3.”Compete à imprensa manter pauta que fomente um debate permanente sobre as causas e conseqüências da crise da água, assim como de cobrar do poder público que cumpra e faça cumprir as normas jurídicas protetivas da água. Também cabe à imprensa apontar à sociedade alternativas de usos sustentáveis da água.”

    4.”As águas superficiais e subterrâneas não estão limitadas a fronteiras estabelecidas pelo homem. Para uma adequada gestão das águas transfronteiriças, devem os países que as compartilhem implementar esforços no sentido de tornar eficaz o princípio da cooperação, de modo a priorizar acordos técnicos, institucionais e legais.”

    5.”Os países devem inserir em seus sistemas jurídicos instrumentos para a efetivação do direito humano fundamental de acesso à água em quantidade suficiente e qualidade adequada. Com a vigência das normas
    internas dos países, a implementação dos instrumentos de gestão hídrica deve ser compromisso prioritário do poder público, cabendo à sociedade cobrar do Estado que cumpra suas obrigações nesse sentido, sob pena de adoção de medidas judiciais para que se façam efetivas as normas jurídicas.”

    6.”A água é elemento essencial e indispensável na produção de alimentos. Com o aumento da população mundial e a intensificação da crise hídrica, compete à ciência e à tecnologia desenvolver mecanismos que
    possibilitem satisfazer a crescente demanda alimentar da população com a utilização mais eficiente dos recursos hídricos. Uma melhor gestão da água na agricultura tem como propósitos fundamentais adaptar o setor primário ao contexto atual de necessidade da racionalização hídrica e, ao mesmo tempo, reduzir a fome no mundo.”

    7.”Compete aos órgãos responsáveis pelo planejamento e implementação da gestão de recursos hídricos, através dos instrumentos legais da política das águas, levar em consideração aspectos de prevenção de catástrofes envolvendo a água.”

    8.”A utilização da água como insumo na produção da energia e elaboração dos produtos agrícolas e industriais implica o que hoje se conceitua como água virtual, que é objeto de circulação nas trocas internacionais dos produtos finais. A efetivação da cobrança pela água, como forma de aplicação do princípio poluidor/usuário pagador, constitui instrumento econômico adequado para a remuneração pela transferência
    indireta dos recursos hídricos de um país a outro.”

    9.”O planejamento do setor de saneamento básico deve contar com a participação comunitária, sendo a regulação e o controle social instrumentos de garantia e acessibilidade aos serviços ofertados pelas prestadoras de serviços, que devem se tornar eficientes e autossustentáveis.”

    Em razão das inúmeras manifestações de apoio e satisfação com o “I Fórum Internacional de Gestão Ambiental”, a ARI, a INOVE EVENTOS e outros apoiadores neste ato presentes, como o MINISTÉRIO PÚBLICO, a ABES, o NEJ-RS e o DMAE comprometem-se em iniciar desde logo o planejamento e a organização do “II Fórum Internacional de Gestão Ambiental”, a ser realizado no ano de 2011.

    Os organizadores aproveitam a oportunidade para agradecer todos os patrocinadores, em especial a PETROBRÁS, e demais apoiadores, esperando contar doravante com esse grupo de entidades e buscar novas parcerias.

    MOÇÃO: esperamos que o “II Fórum Internacional de Gestão Ambiental” também seja palco de divulgação de importantes avanços na criação do Museu das Águas.

    “Meu único desejo é um pouco mais de respeito para o mundo, que começou sem o ser humano e vai terminar sem ele - isso é algo que sempre deveríamos ter presente”.

    Claude Lévi-Strauss