_23/05

MIS inaugura mostra




O MIS (Museu da Imagem e do Som) inaugura hoje em São Paulo, às 19h30, a exposição “90 em Folha - Imagens do Brasil Moderno”, um vasto painel sobre a história do jornal e do país nos últimos 90 anos.

A mostra, que ocupará dois andares do museu, está centrada em quatro áreas cruciais para o jornalismo moderno: o humor, a infografia, a fotografia e a ilustração.

O visitante poderá assim acompanhar a evolução das charges, das fotos e dos infográficos desde 1921.
As pinturas e ilustrações criadas pelos principais artistas brasileiros contemporâneos especialmente para o caderno Ilustríssima são objeto de um espaço à parte.

A sala dedicada à TV Folha trará videorreportagens sobre o tsunami no Japão e a guerra na Líbia, além de documentários que revelam o funcionamento do jornal e os bastidores da Redação.

A exposição contém ainda quadros sobre o fluxo das notícias dentro do jornal, projeções de fotos históricas e as 90 Primeiras Páginas mais marcantes.

A nova mostra é mais complexa e abrangente que a exposição “Imagens de Fato - 80 anos de Folha”, realizada pelo Masp em 2001 e que era composta por 315 fotos publicadas no jornal.

ARTE E JORNALISMO
“O que faz um grande jornal é, sem dúvida, a qualidade da informação que ele oferece, mas a exposição é uma grande oportunidade para mostrar como um meio de comunicação consegue integrar a notícia com várias formas de arte: design, fotografia, pintura e humor”, explica Fábio Marra, editor de Arte da Folha.

“Essa é uma interação que muitas vezes passa despercebida aos olhos do leitor, mas que pesa na apresentação e na avaliação do noticiário.”

Segundo Marra, a grande dificuldade para montar a exposição “foi selecionar peças de um arquivo tão vasto e rico”. Para superar as limitações do espaço, “o ambiente terá também alguns terminais que estarão conectados com o nosso acervo digital para que o visitante possa navegar por todas as páginas destes 90 anos de jornal”.
A Folha surgiu em 19 de fevereiro de 1921 sob o formato de um diário vespertino voltado às classes médias paulistanas –a “Folha da Noite”.

O empreendimento foi ampliado com o lançamento da “Folha da Manhã”, em 1925, e da “Folha da Tarde”, em 1949. Os três jornais coexistiram até serem unificados na Folha de S.Paulo, em 1960.

Mudanças editoriais introduzidas nos anos 70 e 80, visando criar um jornalismo crítico, apartidário e pluralista, transformaram a Folha em um parâmetro da liberdade de imprensa no país.

O coquetel de abertura da exposição será às 19h30. O MIS fica na av. Europa, 158. A mostra ficará em cartaz até 14 de agosto. A entrada é grátis.

Fonte Folha de São Paulo.