PALESTRA SOBRE ARTE E ARQUITETURA ISLÂMICA

Postado em Eventos

Nos dias 13/04 (6a. feira, às 10h) e 16/04 (2a. feira, às 20h), na Unidade 5, haverá palestra com a Arquiteta e Artista Plástica Lygia Rocco sobre “A diversidade da arte e arquitetura islâmica: Construir o futuro sem esquecer o passado”.

Lygia Rocco é pesquisadora associada do Laboratório de Arqueologia Romana Provincial (LARP) no Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE/USP) e do Laboratório de Teoria e História da Imagem e da Música Medievais (LATHIMM/FFLCH/USP).

Foto: Sulatn Shah I Zindah - Complexo funerário - Samarcanda

Sobre a palestra, segundo a convidada:
“As culturas do Oriente Médio, durante o período que inicia com o advento do Islã foram fortemente marcadas pelas intensas migrações e assentamentos dos mais diferentes povos, desde as populações árabes e os diversos povos semitas da região do Levante e durante todo o tempo posterior, os povos turcos, seldjúcidas e otomanos, entre outros, e que mais também se estabeleceram nas bordas do Mediterrâneo até o Atlântico.

O estudo da arquitetura que podemos definir com o termo “islâmico” fornece um vasto espectro de formas, elaboradas durante e ao longo do período de tempo que uma vasta região ficou sob o comando de governantes muçulmanos, mas também pela diversidade de povos que já existiam nessas mesmas áreas. O conhecimento para além do que o estereótipo exótico que recebemos de filmes e, da mídia em geral, sobre o assunto, nos permite não apenas entender essas regiões como também servir de ferramenta para o trabalho do arquiteto e do designer. Arquitetos importantes têm sua origem no Oriente, como Hassan Fathy(Egito), Zaha Hadid (Irã) e Abdel-Wahed El-Wakil (Egito), entre outros.

A palestra irá apresentar uma visão geral sobre a produção artística e arquitetônica produzida nessas regiões desde o século VII, sem pretender aprofundar o assunto, mas de maneira a mostrar a riqueza e diversidade da produção arquitetônica e citar alguns exemplos de como a arquitetura contemporânea conciliou e incorporou seus elementos. Assim, desde a cidade de Medina no Iraque, até a China no Extremo Oriente, e Portugal na parte mais Ocidental, veremos vários exemplos da arquitetura construída sob a égide do Islã ou sob sua influência, considerando as relações entre fragmentação política e organização espacial, o estabelecimento de novas cidades e edifícios e monumentos emblemáticos.”

Tags , ,

[terça-feira, 10 de abril de 2018]

Você pode comentar ou mandar um trackback do seu site pra cá.

Deixe um comentário :)