Turma de quarto semestre de Relações Públicas recebe relações-públicas Marlene Marchiori

Postado em

*Autoras: Anna Luisa Rosado Burle Ojea Gomes e Gabrielly Fátima Marques da Silva Harnbaker. Ambas da turma de 4º semestre de Relações Públicas. Imagens por: Gabrielly Fátima Marques da Silva Harnbaker

Na última segunda-feira (27), a turma do quarto semestre de Relações Públicas pôde ouvir e aprender com parte da trajetória e conhecimento compartilhados pela renomada relações-públicas e administradora Marlene Regina Marchiori durante a aula de Comunicação, Poder e Cultura Organizacional ministrada pela Professora Solange Aparecida de Moura.

A doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP) partilhou, sobretudo, sobre cultura e comunicação organizacional, sendo este um dos seus enfoques enquanto relações-públicas e escritora, tal como é possível observar em “Cultura e comunicação organizacional: um olhar estratégico sobre a comunicação” (2006) e “Comunicação e organização: reflexões, processos e práticas”(2010), por exemplo.

Entretanto, Marchiori fez questão de citar e construir a sua palestra em torno de muitos outros autores e colegas que, com seus conhecimentos e reflexões, enriqueceram a sua carreira. Assim, a relações-públicas não só agregou em novas e múltiplas referências aos seus ouvintes, mas a todo tempo enfatizou um valor que toma para si, valor esse que as Relações Públicas sempre a recorda: nada se constrói sozinho. Nem uma carreira, quão menos uma cultura, reputação ou organização propriamente dita.

Diante desse olhar, Marlene levantou pontos como a estratégia como prática organizacional – que é e deve ser construída de forma conjunta e participativa, especialmente em Relações Públicas. Ou seja, uma estratégia que parte da escuta e da pesquisa profunda, e não de suposições: a estratégia feita “com” pessoas, e não simplesmente “para” pessoas.

Disse também sobre cada pessoa dentro da organização ser um líder, ou seja, capaz de propor ideias e soluções e que, portanto, precisa ser ativamente ouvida e informada; sobre a cultura como metáfora, e não como variável; e cultura, também, como mosaico: abraçando toda diversidade cultural, étnica e linguística. E, por fim desta breve síntese, Marlene pontuou sobre o rico valor do autoconhecimento no progresso pessoal, que repercute na comunicação e no relacionamento para com pessoas como um todo.

Marlene Marchiori também dividiu com a turma sobre as suas atividades enquanto relações-públicas no presente momento e, dentre elas, citou a sua contribuição ao podcast “CBN Comunicação | Londrina” às sextas-feiras de manhã, canal onde partilha parte do seu conhecimento sobre diversos temas do mundo da comunicação, sendo este material muito rico a todos os alunos e alunas do curso de Comunicação Social e Relações Públicas.

livia.souza

livia.souza

Graduada em Publicidade e Propaganda pela USP, especialista em Multimeios pela Anhembi-Morumbi, Mestre e doutora em Ciências da Comunicação pela USP, com tese desenvolvida na área de Mídia e Consumo. Atua no mercado de comunicação há 15 anos, nas áreas de planejamento estratégico, branding, comunicação corporativa e mídias sociais, em agências de publicidade, estúdio de design, anunciantes e como freelancer. Docente desde 2015, leciona na Belas Artes desde 2017. É membro do GESC3 - Grupo de Estudos Semióticos em Comunicação, Cultura e Consumo, e da ABP2 - Associação Brasileira de Pesquisadores em Publicidade e Propaganda.

1 Comment

Deixe seu comentário...

* campos obrigatórios