Exposição 50 anos de mídia no Brasil: 1968-2018

Postado em

Em parceria com o Grupo de Mídia de São Paulo, a Unibes Cultural realiza o evento “50 anos de mídia no Brasil”, que narra as evoluções que mais marcaram os veículos brasileiros desde 1968 até 2018.

A exposição que, conta a história dos meios de comunicação brasileiros nos últimos 50 anos, abriu em 26 de outubro, sexta-feira, às 10h30, na Unibes Cultural. Com caráter documental e linguagem pop, a iniciativa do Grupo de Mídia de São Paulo apresenta os fatos que mais marcaram e influenciaram o país e os brasileiros no período. Memorabilia, revistas, cartazes e textos explicativos compõem a mostra. José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, e Thomaz Souto Correa são os curadores. A cenografia é da CaseLúdico.

A exposição, com curadoria de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, Boni e Thomas Souto, apresentará documentários, revistas, cartazes e textos publicitário em cinco partes: ‘1968-1977 – Massificação das mídias’; ‘1978-1987 – O Brasil via Embratel’; ‘1988-1997 – Quantidade e Qualidade’; ‘1998-2007 – A Internet veio para ficar’; e ‘2008-2018 – A Era Digital’. Confira!

1968-1977 – MASSIFICAÇÃO DAS MÍDIAS
Eventos transmitidos ao vivo pela TV e pela rádio. Copa de 1970. Início da transmissão em cores. Sílvio Santos. Chacrinha. Hebe Camargo, Ronald Golias. Novelas “Beto Rockfeller” e “Bem Amado”. Jornal Nacional, Fantástico. Os homens do Rádio. Revista Veja.

1978-1987 – O BRASIL VIA EMBRATEL
Redes nacionais de televisão. Retorno dos exilados políticos. Movimento Diretas Já. Presidente Tancredo Neves. Novelas “Roque Santeiro” e “Dancin’ Days”. Henfil. Programa de TV Perdidos na Noite. TV Pirata. Casseta & Planeta. Fórmula 1. Rádios FM. Revistas Bizz e Somtrês. Videocassete.

1988-1997 – QUANTIDADE E QUALIDADE
TVA. Globosat. Boom das revistas, rádios e seus estilos musicais. MTV Brasil. Nova constituição. Odete Roitman. Novela Pantanal. Nascimento da Internet. UOL. Chegada das redes internacionais de cinema.

1998-2007 – A INTERNET VEIO PARA FICAR
Bug do milênio. Lançamento dos portais IG e BOL, Terra e Yahoo. Comunicação online com ICQ e MSN Mensenger. Rádios web. MySpace. Trama Virtual. Google. Orkut. Versões online das revistas. Transmissões digitais. Reality shows, como “Casa dos Artistas”, “BBB” e “No Limite”. Mídia exterior. Facebook.

2008-2018– A ERA DIGITAL
Plataformas digitais. Blogs. Sites. Redes sociais. Segunda tela. Breaking Bad. Game of Thrones. Trend topics do Twitter. YouTube, Celular. Netflix. Rádio ao vivo e a cores. Mídia exterior. Cinema multiuso. Aplicativos.

 

A amostra permanece em cartaz até 3 de fevereiro de 2019, de terça-feira a domingo, das 10h30 às 18h30.

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), de terça-feira a domingo, das 10h30 às 18h30. Às quartas-feiras, a entrada é gratuita.

Localização: Rua Oscar Freire, 2500 – Sumaré, São Paulo – SP, 05409-012

Colaboração: Mariana Mesquita (monitora Criar+)

Cintia Dal Bello

Cintia Dal Bello

Cíntia Dal Bello é doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, com especializações em Marketing e Comunicação (pela Cásper Líbero) e Cultura e Meios de Comunicação (pela PUC-SP). Como publicitária, acumula experiências em criação publicitária, planejamento de comunicação e marketing escolar. Sua pesquisa versa sobre cibercultura, subjetividade, identidade, tele-existência e imaginário tecnológico. Libriana, mãe de três filhos, amante da música, das artes e da vida.

No Comments

Deixe seu comentário...

* campos obrigatórios