Belas Artes na SP-Arte: traçando ROTAS com futuros gigantes da Economia Criativa

Blog da Reitoria nº339, de 16 de abril de 2018

Por Prof. Paulo Cardim e Patrícia Cardim

“Ensinar exige rigorosidade metódica” (Paulo Freire)

“Avaliar também” (Paulo Cardim)


A Pedagogia Ativa coloca o aluno como protagonista e transforma as salas de aula ou laboratórios em um ambiente rico para a formação profissional. Na Belas Artes, ela é aplicada de maneira 360º e com foco em Economia Criativa – mas não se trata apenas de um aprendizado acadêmico: nosso objetivo é desmistificar o mercado de forma que o aluno, protagonista em sala de aula, seja também o protagonista como profissional e tenha compreensão do contexto global de sua área de atuação. Assim, ele tem o poder de crescer sempre – e nem o céu é o limite. Afinal, já tivemos alunos com projetos de residência em Marte!

É por isto que, neste ano, pela 3ª edição consecutiva, a Belas Artes participa da SP-Arte com um estande que funciona como um laboratório comercial. O estande ROTAS, que reúne obras de arte e peças de design, é o único pertencente a uma instituição de ensino e recebe a visita do público deste evento que é o maior festival de arte da América Latina, com mais de 30 mil visitantes. Curadores, colecionadores, galeristas, imprensa e influenciadores circulam pela SP-Arte e têm, no estande da Belas Artes, a oportunidade de conhecer novos talentos que já se destacam pela qualidade de suas criações.

Esses talentos passam por um criterioso processo de seleção: foram mais de 150 inscritos no edital divulgado para todos os alunos da Belas Artes. Um júri curador selecionou cuidadosamente os participantes, que passaram por uma consultoria exclusiva proporcionada pela instituição, que abordou desde media training até questões contábeis, jurídicas e fiscais – além, claro, da precificação de seus trabalhos.

Neste ano, Allann Seabra e Ian Duarte Lucas, empreendedores de sucesso e proprietários da Verve Galeria, lideram a operação comercial do estande ROTAS e concretizam para os selecionados uma experiência comercial real. Ambos são formados na Belas Artes (em Artes Visuais e Arquitetura e Urbanismo, respectivamente) e trazem para nós a satisfação de ver suas conquistas. Eles também participam da SP-Arte com um espaço exclusivo da Verve Galeria. Outros formados na Belas Artes também se destacam no evento: Felipe Protti, com a Prototype; Fabio Luchetti, com a Adelina; e Luis Maluf, com a Luis Maluf Art Gallery.

São as ROTAS traçadas por esse talentoso grupo de alunos e formados que nos dá a certeza de que eles estão se tornando verdadeiros gigantes da Economia Criativa, protagonistas de uma história construída com inovação, criatividade e – claro! – oportunidades únicas como a participação na SP-Arte.

“É mais fácil governar um povo culto, cioso de suas prerrogativas e direitos, que tem nítida a compreensão de seus deveres, que um povo ignaro, indócil, sem iniciativa e inimigo do progresso”.

“O papel da instrução é preparar e formar homens capazes e úteis à sociedade; o papel do governo é fornecer meios fáceis de se adquirir a instrução, disseminando escolas e patrocinando iniciativas boas confiadas à competência e ao amor de quem promove   tão nobilitante tarefa”.

Prof. Carlos Alberto Gomes Cardim

Diretor da Escola Normal Caetano de Campos

Educador e Inspetor de Alunos, 1909

Irmão do fundador do

Centro Universitário Belas Artes de São Paulo

Pedro Augusto Gomes Cardim

Post to Twitter Post to Plurk Post to Yahoo Buzz Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Google Buzz Post to LinkedIn