Vida acadêmica: nova jornada

Blog da Reitoria nº 499 de 26 de julho de 2021

Por Prof. Paulo Cardim

O Centro Universitário Belas Artes de São Paulo inicia mais um período letivo. Cursos de graduação, pós-graduação e de extensão acolhem os veteranos e os calouros. Mais uma etapa na caminhada para o conhecimento, o desenvolvimento de competências e habilidades para uma sociedade em constante transformação, no início da quarta revolução industrial, em plena era digital, com a Internet sendo um veículo de extraordinária relevância no processo de aprendizagem.

Klaus Schwab, criador e presidente do Word Economic Forum (Fórum Econômico Mundial), afirma que “Uma das principais pontes entre as aplicações físicas e digitais, originadas pela quarta revolução industrial, é a internet das coisas (IoT) ‒ às vezes chamada de ‘a internet de todas as coisas’. Em sua forma mais simples, ela pode ser descrita como a relação entre as coisas (produtos, serviços, lugares etc.) e as pessoas que se torna possível por meio de diversas plataformas e tecnologias conectadas” (A quarta revolução industrial. São Paulo: Edipro, 2016, p. 26).

Foi esse ambiente que possibilitou a continuidade do processo educacional durante a pandemia do vírus chinês. Todavia, as atividades presenciais, no processo pedagógico, são essenciais à vida em grupo. “Nada substitui a relação de autoridade, mas também de diálogo, entre professor e aluno”, afirma Jacques Delors (Educação ‒ Um tesouro a descobrir. Brasília: MEC : Unesco, 2006, p. 18). O ensino semipresencial ou híbrido possibilita o uso das tecnologias digitais de informação e comunicação e a presencialidade do educando. Aprender a conviver com os atores da comunidade acadêmica, com as diferenças e os diferentes é fundamental para a vida em grupo, no lar, no trabalho, na sociedade enfim.

A Belas Artes desenvolve suas atividades educacionais com estratégias que não prescindem das ferramentas da Internet, usadas de forma equilibrada e comprometida com a qualidade. Contudo, está sujeita às regras e ao protocolo sanitário do Governo Estadual para as soluções presenciais, enquanto durar esta pandemia. Isso não impede, todavia, a continuidade desse processo e o relacionamento comunitário em um ambiente acadêmico complexo, mas que pode conciliar o ensino presencial e o remoto ou a distância (EAD).

A área das artes, desenvolvida há quase um século com qualidade, é compromisso do fundador desta instituição educacional ‒ Pedro Augusto Gomes Cardim ‒ e há décadas sob a minha responsabilidade, como Reitor e membro da família Gomes Cardim. As nossas estratégias no campo da educação superior estão sempre associadas à inovação, à criatividade e à responsabilidade social, com prioridade absoluta para uma educação de qualidade, reconhecida pelo Ministério da Educação com conceito excelente ‒ 5 ‒, em uma escala de 1 a 5.

Patrícia Cardim, diretora-geral de nosso Centro Universitário, com a parceria de Flávia Rodrigues ‒ mestre em Educação, Arte e História da Cultura ‒,  no livro A arte de aprender na economia criativa (São Paulo: Reflexão : Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. 2019, p. 39), dá algumas dicas de como a Belas Artes desenvolve suas atividades educacionais: “Hoje vivenciamos um mundo modificado pelas tecnologias, onde novas carreira estão surgindo a cada instante. Com isso, as instituições de ensino superior precisam renovar para formar alunos empreendedores, uma vez que se faz necessário, para evoluir, ser competitivo, obter perspectivas e vencer as diferenças. Esses aspectos passaram a ser inevitáveis no mundo contemporâneo, uma nova forma de garantir ao jovem um ensino que lhe dê autonomia e empregabilidade”.

A Belas Artes está aparelhada para voltar às atividades educacionais presenciais, atendido o protocolo das autoridades sanitárias de São Paulo, nos termos das normas vigentes, e a decisão do STF.

Os gestores acadêmicos, os professores e os técnicos-administrativos estão aptos a retornarem às funções universitárias presenciais, acolhendo os estudantes com o ânimo da inovação e criatividade contínuas para uma nova jornada acadêmica.

Post to Twitter Post to Plurk Post to Yahoo Buzz Post to Delicious Post to Digg Post to Facebook Post to Google Buzz Post to LinkedIn