Acontece

Navegação

“Memórias Gravadas: a história de Ruth” ocupa o MUBA

Exposição se debruça sobre gravuras e fotografias da Profa. Dra. Ruth Sprung Tarasantchi, que estudou na Belas Artes

Publicado em 04/04/2014

Após passar pela Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, na Universidade de São Paulo (USP), a exposição itinerante Memórias Gravadas: a história de Ruth chega ao Museu Belas Artes de São Paulo (MUBA), na Unidade 3, e permanece até o dia 21 de junho de 2014.  A mostra celebra os 80 anos de vida da ProfaDra. Ruth Sprung Tarasantchi, que inclusive estudou na Belas Artes, e apresenta uma parte de seus 45 anos dedicados à gravura em metal.

A curadora Gisele Ottoboni reuniu no núcleo central da exposição 60 gravuras assinadas por Ruth Sprung Tarasantchi, membro da Associação dos Críticos de Arte de São Paulo, diretora do Acervo do Museu Judaico de São Paulo e da SOCIARTE. É a chance de conferir trabalhos da artista plástica e historiadora que nasceu em Bugojno, na antiga Iugoslávia, e esteve com a família em um campo de concentração em Torino, na Itália, antes de chegar no Brasil.
 
Exposição “Memórias Gravadas: a história de Ruth” (prorrogada)
24 de abril a 21 de junho de 2014, segunda a sexta, das 10h às 18h; sábado, das 10h às 16h
Museu Belas Artes de São Paulo (MUBA), na Unidade 3
Rua José Antônio Coelho, 879 – Vila Mariana
Exposição gratuita e aberta à comunidade

Outras Notícias