Acontece

Navegação

Professores projetam salas diferentes de tudo que vocês já viram

Ideias nasceram de um desafio no Seminário Docente para implementar a forma como a Instituição aplica a “Pedagogia Ativa”

Publicado em 06/08/2015

No dia 1º de agosto, os coordenadores e professores participaram de mais uma edição do Seminário Docente e, pra começar bem o semestre, receberam uma tarefa bem desafiadora. Em grupo, mesclados por especialidades de ensino, deveriam discutir e projetar salas de aula capazes de instigar ainda mais os estudantes. Como não poderia deixar de ser, os mestres da Belas Artes capricharam nas ideias. Lembrando que a Instituição, que completa 90 anos de história em setembro de 2015, sempre primou por ver seus alunos como protagonistas da aula, forma de ensino que atualmente é conhecida como “Pedagogia Ativa”.

Sala lego
O grupo comandado por Elwyn Lourenço Correia, coordenador de Design Gráfico, projetou a Sala PLI: Poliuso Laboratório Integrado, cujo mobiliário (lousas, mesas e cadeiras) se encaixaria como peças de lego.

obra professor elwyn

Sala soft
Ronaldo Mathias, coordenador do curso de Relações Públicas, desenvolveu juntamente com seu grupo um projeto de sala de aula com pranchetas móveis e cadeiras com rodinhas leves, resistentes e ergonômicas.

Sala itinerante
O grupo dos coordenadores de Arquitetura, Antonio Netto e Ênio Moro Júnior, fez uma proposta ousada: um “Study Truck”, sala modular que pode ser montada em diversos pontos da cidade de São Paulo.

obra professor antonio e professor enio

Sala vazia
Jorge Avelar, coordenador de Desenho de Animação, e seu time criaram uma “Sala Vazia”, um ambiente flexível e geométrico que possibilitaria layouts para exposições, discussões, performances, seminários etc.

Sala vibrante
A equipe da Carol Garcia, coordenadora de Mídias Sociais Digitais, acredita que uma sala deve ter espontaneidade, mobilidade e sinestesia. Para isso, segundo eles, é preciso aproveitar melhor as paredes, piso e teto.

obra professora carol garcia

Sala versátil
O grupo de Márcio Ribeiro, coordenador de Jornalismo e RTV, apostou em uma sala com telas de projeção móveis, cadeiras leves e empilháveis, piso emborrachad, colorido e pontos de tomada vindos do teto.

obra professor marcio ribeiro

Sala dinâmica
Eric de Carvalho, coordenador de Publicidade e Propaganda, e seu grupo defendem a “Sala Dinâmica”, com cadeiras móveis e adaptáveis, paredes feitas de um material que possibilita que o aluno trabalhe em cima dele.

Sala percepções
A proposta do time da coordenadora de Design de Interiores, Sueli Garcia, traz possibilidades de performances dinâmicas com várias experiências e layouts, como mesas com alturas móveis que podem formar colmeias.

obra professora sueli garcia

Sala integrada
O grupo da Luciene de Godoy, coordenadora de Relações Internacionais, trouxe uma proposta de mudança de infraestrutura, com a retirada da parede que divide salas, colocando uma divisória acústica para separá-las.

Sala interativa
O grupo do coordenador Héctor Guiñez, da graduação de Fotografia, planejou uma sala de aula modular e interativa, com espaço para exposição de alunos e mini teatro com opção para um pequeno estúdio fotográfico.

obra professor hector guinez

Sala flexível
O coordenador de Design de Produto, Alexandre Perroca, e seu time partiram de uma unidade básica de trabalho em formato hexagonal para criar diversas configurações de layout de sala de aula.

Sala inspiracional
O time do coordenador de Artes Visuais, Cauê Alves, propõe um espaço com carpete de madeira, mobiliário dinâmico e flexível, um painel de ideias feito de vidro, uma boa iluminação e conforto térmico e acústico.

obra professor caue alves

Sala expressão
O grupo do professor Carlos Lima, maestro e coordenador do nosso curso de Música, Tecnologia e Inovação, sugeriu uma sala de aula que disponibilize espaço para o aluno se expressar.

Outros acontecimentos