Telenovela Brasileira – História e AnáliseCurso de Curta Duração

Próxima Turma

Não perca tempo! Seja notificado via email sobre a abertura das inscrições para este curso.

avise-me

O curso “Telenovela Brasileira – História e Análise” permite que os alunos se familiarizem com a teledramaturgia brasileira (mais especificamente, as telenovelas), com seu percurso histórico e com métodos de análise para melhor compreendê-la, além de tomar contato com suas técnicas de produção, de roteiro e de exibição. 

Escritores, roteiristas, estudantes e pesquisadores de comunicação, além de interessados na área em geral.

O início do curso remonta ao desenvolvimento do melodrama à época da Revolução Francesa, ao surgimento dos folhetins (muitos dos quais se transformaram em obras consagradas, como “Memórias de um Sargento de Milícias”) e suas características; às radionovelas, posteriormente; e à transposição do gênero para a televisão desde os anos 50, com as dificuldades e adaptações necessárias para a transformação da telenovela como a conhecemos até hoje, com a interferência das mídias digitais – que, aparentemente, parecem estar “tirando” o público das “telinhas”; na realidade, podem estar impulsionando tramas e personagens. 

Tópicos previstos:

  • Popular X Erudito: uma velha discussão quando falamos da indústria cultural;
  • O desenvolvimento do melodrama na França e a recepção do público;
  • O surgimento dos folhetins, a popularização dos jornais entre as classes burguesas na Europa e no Brasil no século XIX;
  • A Era do Rádio: popularização das novelas e a delicada relação entre os patrocinadores (afinal, por que chamavam as novelas norte-americanas de soap opera?) e o público-alvo assíduo (donas de casa);
  • Surge a TV: do experimentalismo inicial teledramatúrgico (os teleteatros) à incorporação das telenovelas diárias através de recursos tecnológicos;
  • TV Excelsior e TV Tupi: divisoras de águas no jeito “brasileiro” de produzir telenovelas; o elenco estelar das antigas emissoras de rádio e do teatro paulista; 
  • TV Globo: Glória Magadan e suas histórias de reinos longínquos; 
  • Divisores de águas: uma inovadora linguagem teledramatúrgica com Janete Clair, Boni e Daniel Filho, a partir de “Véu de Noiva” (1969) e “Irmãos Coragem” (1970/1971), na Globo; e “Beto Rockfeller” (1968/1969), de Bráulio Pedroso, na Tupi;
  • A consolidação “global” nos anos 70 e 80 com sua grade “sanduíche” e os percalços da ditadura;
  • Uma pedra no sapato da Globo nos anos 80 e início dos 90: TV Manchete e suas ousadas, “pesadas” e sensuais produções ;
  • “Roque Santeiro”, “Roda de Fogo”, “Cambalacho”, “Vale Tudo” e “O Salvador da Pátria”: honestidade x corrupção em vários sentidos;
  • Novelas rurais e de “intervenção” nos anos 90: Aguinaldo Silva e Benedito Ruy Barbosa;
  • As modificações nos horários das 18h e 19h: novelas mais voltadas aos jovens;
  • A retomada do SBT em curto prazo nos anos 90;
  • Os anos 2000: retomada de tramas mais urbanas no horário nobre: o drama realista de Manoel Carlos; as adequações de cidades fictícias para o Rio de Aguinaldo Silva; Glória Perez e as “mesclas” entre culturas distantes e o hiper-realismo de suas campanhas sociais; João Emanoel Carneiro e uma nova linguagem para a telenovela: “A Favorita”;
  • Record: esmeradas tramas de época ou com muita ação e violência (muito bem produzidas) no horário nobre voltam a atormentar a Globo;
  • Década atual: uma mescla de estilos, de públicos e mídias: há de tudo para todos os gostos ou é tudo “mais do mesmo”? E a tão temida crise de audiência?;
  • A recuperação do público infantojuvenil pelo SBT: “Carrossel” e “Chiquititas”;
  • “Cordel Encantado”, “Avenida Brasil” e “Cheias de Charme”: novos tempos para a telenovela brasileira;
  • A possibilidade de discussão de temas “tabu” desde os anos 70;
  • Minisséries, microsséries e seriados: inspirações americanas ou o “jeitinho brasileiro” na telinha?;
  • Novidades na Globo: o retorno do folhetim (e suas novas roupagens) é palavra de ordem. Tendência para a produção das novelas posteriores?;
  • Aposta da Record: as novelas “bíblicas”.
  • Leandro Caian Janizelli Ricetto

    Pós-graduado em Roteiro de Ficção Audiovisual pelo Senac/SP, ator em formação pelo Curso Técnico Profissionalizante da Escola Incenna de Teatro, Televisão e Cinema, além de bacharel em Letras (USP). É produtor cultural desde 2009, atuando com elaboração, acompanhamento e captação de recursos para projetos em leis de incentivo à cultura e ao esporte para empresas e ONGs diversas. É pesquisador de teledramaturgia, tendo participado de cursos de roteiro voltados à área no b_arco Centro Cultural Contemporâneo, no ano de 2013, bem como na Universidade de São Paulo, no ano de 2015, com enfoque em narrativas criminais/policiais. Criou e mantém, desde 2014, o blog “Novelas no Divã”, com a proposta de análise de viés mais acadêmico para diversas produções, estejam elas no ar ou não, tendo a intenção de promover discussões e debates a respeito de suas características

Próximos Cursos São Paulo

Curso de Projeto Luminotécnico
Projeto Luminotécnico
26/04
Segunda, Quarta e Sexta (18:30 às 22:30)
24 horas
Curso de Adobe Illustrator
Adobe Illustrator
27/04
Sábado (09:00 às 13:00)
20 horas
Curso de Mídias Sociais - Gestão Eficiente
Mídias Sociais - Gestão Eficiente
02/05
Segunda,Terça,Quinta,Sexta (18:30 às 22:30)
16 horas
Curso de InDesign - Diagramação Conceitual
InDesign - Diagramação Conceitual
04/05
Sábado (09:00 às 13:00)
20 horas
Curso de Jornalismo Cultural
Jornalismo Cultural
04/05
Sábado (09:00 às 13:00)
28 horas
Curso de Neurociências e Comportamento
Neurociências e Comportamento
06/05
Segunda a Quinta (18:30 às 22:30)
28 horas
Curso de Lighting Design
Lighting Design
06/05
Segunda a Sexta (18:30 às 22:30)
20 horas
Curso de Adobe Photoshop
Adobe Photoshop
06/05
Segunda, Quarta e Sexta (19:00 às 23:00)
20 horas
Curso de Teatro para não Atores: Transforme sua comunicação
Teatro para não Atores: Transforme sua comunicação
06/05
Segunda, terçaa, Quarta e Sexta (19:00 às 23:00)
16 horas
Curso de Consultoria de Imagem
Consultoria de Imagem
06/05
Segunda, Quarta e Sexta (18:30 às 22:30)
40 horas
linkedin logo

Participe de nossa página do linkedin e fique por dentro de
eventos e noticias relacionado aos nossos cursos.