_10/11

I Bienal de Gravura Lívio Abramo




A 1ª Bienal de Gravura Lívio Abramo de Araraquara abriu suas portas dia 28/10/2010 no Teatro Municipal com a participação de dois professores da BA.

Augusto Sampaio e Francisco José Maringelli, integram a mostra que homenageia Lívio Abramo, artista plástico brasilieiro e responsável por introduzir a gravura moderna no Brasil.

Esse evento promove a arte da gravura, apresentando e divulgando 26 artistas convidados que expõem suas obras na Casa da Cultura.

A programação também conta com a exposição “Goeldi, Abramo e Grassmann” com obras de Oswaldo Goeldi, Lívio Abramo e Marcello Grassmann referência na gravura e nas artes gráficas brasileiras.

INFORMAÇÕES
DATA: de 28/10 a 24/11 de 2010
LOCAL: Teatro Municipal de Araraquara (Av. Bento de Abreu, s/nº) e Casa da Cultura Luiz Antônio Martinez Corrêa (Rua São Bento, 909)
HORÁRIOS:
- Casa da Cultura: de segunda a sexta, das 9h às 22h; e aos sábados, das 9h às 13h
- Teatro Municipal: de segunda a sexta, das 9h às 11h30, e das 13 às 17h

CONHEÇA OS PROFESSORES:

Pra quem ainda não teve aula com o Augusto e com o Chicão, ambos dão aula de Linguagem Gráfica para o curso de Artes Visuais da BA.

augusto
CARLOS AUGUSTO DO AMARAL SAMPAIO

augusto-sampaio

O Augusto se formou em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo. Posteriormente cursou sua pós-graduação (lato sensu) Cinema, Vídeo e Fotografia: análise e produção em Multimeios, Centro Universitário Belas Artes de São Paulo.

Quanto a sua produção em artes visuais, trabalha com gravura em madeira e metal, além de desenho, videoinstalação e intervenção urbana.

xicao
FRANCISCO JOSÉ MARINGELLI

francisco-maringelli

O professor Francisco, mais conhecido como Chicão, é graduado em Artes plásticas e em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo.

Sua produção em artes é voltada a gravura, com ênfase em xilogravura, linoleogravura, calcografia e pintura.


asdaustgduhagsd

  1.    A aluna do sexto semestre de Artes Visuais, Paula Zacaro também está participando da 1ª Bienal de Gravura Lívio Abramo de Araraquara.